23 de jan de 2009

Q os homens pensam q as mulheres pensam


Desprodução

Figurino:

- E aí? Vamos convidar quem pra pensar o figurino? Coca Serpa, Rô Cortinhas, Glau Barros, Daniel Lion, Rodrigo Lopes... Quem?
- Você quer ganhar dinheiro com teatro ou gastar dinheiro?? Bem capaz! Você e você vão vestir um terno, uma camisa vermelha e uma gravata. Você veste uma calça jeans e uma camiseta. Você pega uma meia velha, um sapato e uma peruca de brechó (não me venha com Teia de Aranha que é muito caro!) e uma blusinha de Voluntários. Tá ótimo!
- Mas não vão dizer que o figurino é improvisado e “pavaroso”?
- Tá bom. Pega a calça jeans e bota um tecido rosa. Faz uma pantalona.
- Pantalona? Mas é anos 60-70?
- Boa! Não é e é. A gente diz, na mídia, que é uma proposta atemporal!!

Cenário:

- Os tapumes ficaram ótimos. Mas e os mictórios?
- Faz de conta que tem. Ficariam muito caros e seria muita mão de obra pra carregar...
- Mas não é uma comédia de costumes? Não teria que ser mais próximo do realismo?
- Alguma vez tu viu parede de banheiro de shopping pichada dessa forma?
- Só dentro dos reservados... Fora, nunca!
- Alguma vez tu viu um cara tocando violão dentro de um banheiro de um shopping?
- Eu nunca fui num banheiro de shopping tão feio como esse! Não dá pra mudar pra uma rodoviária ou pra uma praça?
-Em banheiro de praça ou de rodoviária, não tem segurança. Como fica o final da peça? Isso é teatro não é Globo Repórter! E ninguém sabe o que é comédia de costumes...

Interpretação:

- Assim tá bom?
- Se o público rir, então, tá.
- Vai ser só nós dois quase a peça inteira? Só diálogo??
- Não tem problema nenhum nisso. Woody Allen faz isso!
- Woody Allen o escambal. Faz o seguinte, para cada piadinha que tu fizer, tu pergunta alguma coisa pra alguém do público..
- Mas vai ficar parecendo teatro de auditório!
- Faustão vai fazer 20 anos no ar só na Globo! E depois a gente diz que era uma proposta: engajar o público...
- Mas toda hora fazer piadinha com o público?
- Olha, eu não queria dizer, mas... Quanto não tem talento no palco, a gente procura na platéia...
- Você tá dizendo que eu não tenho talento?
- Se tem, não tá mostrando...
- É. Tem que ter técnica!
- Técnica o escambal. Tá fazendo rir, tá enchendo a platéia? Então, tá bom.

Dramaturgia:


- Eu acho que, ao invés de ser um homossexual, deveria ser uma mulher...
- Mas o que uma mulher estaria fazendo dentro de um banheiro masculino?
- É. Vamos tirar tudo de dentro do banheiro.
- Nem pensar! Eu sempre quis fazer uma peça sobre frases de banheiro público...
- Mas a peça não é sobre isso. A gente fica o tempo inteiro discutindo a relação homem e mulher... O que um homossexual faz nisso tudo?
- Eu quero fazer uma peça sobre frases de banheiro. Eu quero. Eu quero. Eu quero.
- Tá bom. A gente lê todos os recados que estão na parede no final da peça. Pode ser?
- Mas o público já não terá lido?
- Mas ele quer fazer uma peça sobre frases de banheiro...
- Então,a gente lê...
- E por que fica uma criatura parada dentro do banheiro sem fazer nada?
- Ele é músico...
- Dá um violão pra ele. E, no início, você vai batucar numa lata. Pronto. Já temos um início.
- No meio...
- Ora... Piadinhas e teses sobre a relação homem e mulher. A mulher é um ser sensível, romântico, puro e delicado.O homem é um ogro total, um babaca, um burro, um imbecil que só quer saber de gozar.
- Gozar?!
- Isso. As piadinhas serão todas assim, meio escatológicas mesmo. Uma mulher não se depila. O cara pensa que é uma parreira de uva ou um muçulmano e grita: “Alah!”.
- O público vai rir. Mas não é meio pobre?
- Se o público rir, então, tá bom. O dono das Lojas Pompéia é mais rico que o dono da Paquetá.
- E esse final? O homossexual,do tipo BEM efeminado, que representa as mulheres (ao invés de representar os homossexuais...) vai ser espancado e preso por ser ladrão? Fora o fato de praticamente morar dentro do banheiro, ligando para os recados em busca de sexo uma vez que ninguém quer ter relação com ele... Isso é horrível demais! A comunidade gay de Porto Alegre não vai encher o saco?
- A peça é para héteros. Os gays vão ver “A Casa das Três Irenes”, o “Bordel das Irmãs Metralha” ou sei lá o quê... Se algum gay for ver a peça, ele vai ficar tão envergonhado que não vai abrir o bico.
- Teatro de costumes trabalha com estereótipos... Eu li isso em algum lugar...
- Isso, isso! Mas, por desencargo de consciência, alguém fala que queria discutir a questão do preconceito...
- Mas a gente não tá discutindo a relação homem e mulher?
- Assim, não dá!

Concepção:

- As pessoas riem? Então, tá bom. Concepção o escambal!

Produção:


- No programa, diz que a peça tem uma hora e vinte minutos.
- Eu sei. Se a gente disser que tem uma hora e quarenta, ninguém vai...
- Diz que são quatro homens num banheiro público que querem alcançar seus objetivos particulares. Dois seguranças, um homossexual e...
- O músico é pra dizer que a gente dialoga com outras artes... E a gente precisava de duas duplas. - Diz também que o conflito é entre quatro homens... Mas só um homem tem conflito.
- Ninguém lê esse programa! O Porto Verão Alegre gastou horrores de dinheiro fazendo isso e ninguém pega nas bilheterias. Alguma coisa a gente tinha que mandar pra eles... Mandamos esse texto aí e pronto.
- Ah...
- Tá. Aqui diz que é uma comédia para não deixar de ver.
-...
ELENCO:
Eder Santos
Émerson Maicá
Luiz Carlos Pretto
Pedro Delgado
FICHA TÉCNICA:
Texto e Direção: Pedro Delgado

4 Comentários:

Marcelo Adams disse...

Rodrigo, isso foi uma das coisas mais interessantes que eu já li em relação a um espetáculo! É muito engraçado! Parabéns pela originalidade e por ter acertado no alvo!

Helena Mello disse...

Já comprou teu carro blindado? Eu é que não vou andar mais contigo porque a briga que tu estás comprando...é feia! Não posso julgar o conteúdo da crítica. Não vi o espetáculo. Mas, me diverti com o formato. Tu podes até não ter razão, mas, tens criatividade.

Pablo Damian disse...

Faço as palavras do Marcelo, as minhas palavras. Que pretensão a minha... haushauhsaus. Mas ficou muito bom! Parabéns.

Rosangela disse...

" Que os homens pensam que as mulheres pensam" é uma peça teatral maravilhosa! Pois além de nos fazer rir muito, nos mostra o que estes seres mortais (homens) pensam de nossas pessoas, alerta de que realmente gostamos de carinho,atenção e dedicação! Parabéns aos atores e um beijo especial ao talento em pessoa deste magnifico ator gaúcho Pedro Delgado!

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO